Urgência Geral

urg1urg2urg3

Diretora:
Dra. Filomena Carneiro
Enfermeira responsável: Enf.ª Filomena Sanches

Atividade desenvolvida
O Serviço de Urgência Geral destina-se ao atendimento de situações urgentes/emergentes para todas as pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, exceto grávidas. Está integrado na Rede Nacional de Urgências Hospitalares e é definido como um Serviço de Urgência Médico-cirúrgica.

Funciona 24 horas por dia, todos os dias do ano, para as áreas da Medicina Interna, Cirurgia Geral, Anestesiologia e Ortopedia. Conta com o apoio interno da Cardiologia (24 horas todos os dias), da Psiquiatria (8h00 às 20h00) e Médico Radiologista (14h00 às 24h00 nos dias úteis). As especialidades de Oftalmologia e Otorrinolaringologia dão apoio em regime de consulta aberta, nos dias úteis, no período da manhã, conforme as suas disponibilidades.

Os Serviços de Patologia Clínica e de Imagiologia complementam a atividade de urgência para a realização de análises clínicas e exames imagiológicos, que contribuem para a avaliação do doente e auxiliam no diagnóstico clínico. Dispõe, também, de um Técnico de Cardiopneumologia para realização e análise de eletrocardiogramas (ECG), nos dias úteis das 9h00 às 16h00, e de uma Assistente Social, nos dias úteis entre as 9h00 e as 17h30m.

As situações que carecem de avaliação por especialidades inexistentes no CHBM são transferidas para outros hospitais com Serviços de Urgência Polivalente, conforme as normas de referenciação do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Desde abril de 2016 que este Serviço dispõe de uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), incluída no Sistema Integrado de Emergência Médica, sendo determinante na estabilização pré-hospitalar de vítimas de acidentes ou doença súbita grave e no acompanhamento médico durante o transporte, para os serviços de urgência, o que possibilita o início da abordagem em suporte avançado de vida dos doentes antes da sua chegada ao Hospital.

A Urgência Geral tem implementado o sistema de Triagem de Manchester, que classifica por cores a gravidade dos doentes que recorrem a este serviço, permitindo que estes sejam observados de acordo com a sua situação clínica e não por ordem de chegada (ver cartaz em baixo). É realizada por um enfermeiro, após a inscrição administrativa, à chegada ao Serviço de Urgência.

O serviço está organizado em várias áreas assistenciais:

1. Ambulatório:
- Balcões: para o atendimento de situações clinicas das áreas médica, cirúrgica e ortopédica, existindo igualmente atendimento para Psiquiatria das 8h00 às 20h00;
- Sala de Reanimação e Trauma: onde são avaliados e estabilizados os doentes críticos emergentes;
- Sala de Pequena Cirurgia: onde se realizam suturas, drenagens de abcessos, entre outras situações que não carecem de transferência para o Bloco Operatório (disponível 24 horas para cirurgia de urgência);
- Sala de Inalatórios: para onde são encaminhadas as situações clínicas urgentes e emergentes, que necessitem de oxigenoterapia ou terapêutica inalatória;

2. Internamento:
- Unidade de Internamento Polivalente de Agudos (UIPA): tem uma lotação de 28 camas, estando dividida em duas áreas. A primeira, mais especializada para cuidados diferenciados, é constituída por 8 camas todas equipadas com monitorização multiparametros, sendo possível ventilação mecânica em duas unidades e ventilação não invasiva em todas as unidades. Pretende dar resposta ao internamento e vigilância de doentes instáveis e com maior índice de gravidade. As restantes 20 camas destinam-se aos doentes cuja situação é menos grave, prévia à transferência para o internamento da especialidade ou que necessita de um período mínimo (12 a 36 horas) de estabilização para ter alta. O Serviço tem uma sala de isolamento com capacidade para dois doentes.

Visitas e informações sobre utentes internados na UIPA (ver folheto em baixo)
A par dos direitos dos doentes consagrados na lei, para salvaguarda do melhor atendimento a todos os doentes, importa precisar que:
- O período de visita só se realiza se as condições clínicas dos utentes e/ou a lotação do Serviço de Urgência Geral o permitirem;
- A hora da visita serve para o acompanhamento ao familiar, não sendo um período de informação clínica. Caso o médico o entenda, e a atividade no Serviço permita, após o período de visitas, poderá haver lugar a uma informação médica à pessoa identificada como significativa.

A utilização criteriosa dos recursos de Saúde beneficia todos os que deles necessitam.

Contactos
Telefone: 212147322

.